Produtos

Frutíferas

Duguetia riedeliana / pindaíba-piranga

Clique na imagem
para ampliar

Fruta de casca vermelha, composta por mais de 60 segmentos (carpelos), cada qual com uma semente pequena e escura, envolvida por polpa amarelo-alaranjada. Seu sabor é muito doce e agradável, com um toque de laranja cristalizada ao final. A planta é um arbusto ou uma arvoreta, podendo chegar a uma altura de 4 metros na mata, porém menor quando cultivada.

Usos: Os frutos são muito saborosos ao natural, consumidos ao destacar-se a polpa que envolve as sementes. Trata-se de uma frutífera extremamente rara, e seu plantio deve ser incentivado tanto em pomares quanto em sistemas agroflorestais. Por ser excelente fonte de alimento para a fauna, é recomendada com entusiasmo para recomposição de florestas.

Cultivo: Embora seja de crescimento relativamente lento, seu desenvolvimento tem se mostrado mais rápido que o de outras espécies de Duguetia. Na fase juvenil recomenda-se proteção com tela sombreadora (50%), podendo ser aclimatada a sol pleno com o passar do tempo. Presta-se bem tanto para o plantio a meia sombra, quanto a luminosidade plena. Devido ao porte pequeno e à evolução vagarosa, é indicada para cultivo em vasos.

Origem: Endêmica do estado do Rio de Janeiro, na mata de restinga.

Família: Annonaceae.

Observações: Recentemente introduzida em coleções de frutíferas, graças ao trabalho pioneiro de Idimá Gonçalves, a quem agradecemos a terceira imagem.

e-jardim © 2008 - Web Designer Guilherme Faria